O jogo das andorinhas – morrer, partir e retornar

O jogo das andorinhas – morrer, partir e retornar

À primeira vista, O jogo das andorinhas - morrer, partir e retornar pode parecer estranhamente familiar. O traço lembra um pouco o de outra HQ mais famosa, Persépolis da franco-iraniana…
Como ser as duas coisas

Como ser as duas coisas

“Porque se as coisas acontecessem mesmo que simultaneamente ia ser que nem ler um livro em que todas as linhas foram impressas uma vez a mais, como se cada página…
A teta racional

A teta racional

Uma das bandeiras do Leia Mulheres é mostrar que não existe a tal da “literatura feminina”. Dentre os diversos motivos que podemos citar, eu destaco o simples fato de que…
A filha perdida

A filha perdida

“As coisas mais difíceis de falar são as que nós mesmos não conseguimos entender.” pág. 6 Após concluir a leitura do meu quinto livro da Elena Ferrante posso dizer que…
O vento que arrasa

O vento que arrasa

“A religião, ele achava, era uma maneira de se livrar das responsabilidades de cada um. Escudar-se em Deus, ficar esperando que alguém salve a pátria, pôr a culpa no diabo…
Um carretel de linha azul

Um carretel de linha azul

Os Whitshank são uma família comum da classe média de Baltimore, tão comum como um carretel de linha. Mas há algo incomum na forma como esse carretel se desenrola. Em…
Em um bosque muito escuro

Em um bosque muito escuro

Em um bosque muito escuro (título original: Dark, Dark Wood) é o livro de estreia da inglesa Ruth Ware. Ele já teve os seus direitos comprados para o cinema pela…
Na pele de uma jihadista

Na pele de uma jihadista

A jornalista Ana Erelle revela, em Na pele de uma jihadista: a história real de uma jornalista recrutada pelo Estado Islâmico (Companhia das Letras), sua aventura cibernética na pele de uma…
1 de 8
12345678