Só Garotos

Só Garotos

A conexão com os grupos do Leia Mulheres espalhados pelo país me trouxe a esse título. Fui atraída de imediato pela foto de capa, que remete a uma juventude revolucionária…
Entrevista: Jarid Arraes

Entrevista: Jarid Arraes

Na Flip deste ano a escritora Jarid Arraes lançou seu novo livro, Um buraco com meu nome. Conversamos com ela para saber um pouco mais sobre seu processo de escrita…
Entrevista: Paloma Franca Amorim

Entrevista: Paloma Franca Amorim

Este texto trouxe uma reflexão sobre as escritoras do Pará. Para complementá-lo, conversamos com a escritora Paloma Franca Amorim. O resultado você confere abaixo.  Quais as tuas motivações para produzir?…
Enterre seus mortos

Enterre seus mortos

Um homem simples que executa tarefas. É assim que o narrador de Enterre seus mortos (Companhia das Letras, 2018, 131 páginas) define o personagem Edgar Wilson. Quem acompanha a obra…
Heroínas

Heroínas

Creio que nunca demorei tanto para ler um livro tão curto. Precisei intercalar várias outras obras entre um conto e outro do livro Heroínas, de Claude Cahun. Não que o livro…
Como Água para Chocolate

Como Água para Chocolate

A literatura de Laura Esquivel é marcada por uma diversidade que mistura elementos típicos da cultura Mexicana com temas fortes e românticos. Sem dúvida seu livro mais famoso é Como…
Escritoras paraenses: uma reflexão

Escritoras paraenses: uma reflexão

No mês de abril, a escritora paraense Paloma Franca Amorim[1] levantou alguns problemas existentes na programação da XXII Feira Pan-Amazônica do Livro[2]. Paloma problematizou a formatação na qual a feira…
Sinfonia em Branco

Sinfonia em Branco

Meu encontro com o livro Sinfonia em Branco, de Adriana Lisboa, acessou um turbilhão de sentimentos, curou feridas, me proporcionou a releitura de histórias partilhadas por nós mulheres, que são…
Tudo que deixamos para trás

Tudo que deixamos para trás

"Se eu soubesse quanta agonia o papel de parede amarelo me daria, nunca o teria aprovado. Pois a cor amarela não se contentava em estar no papel de parede, quer…
Leia Mulheres – Recife

Leia Mulheres – Recife

Morfologia da dor - Júlia Larré e Fragmentos da não-existência, exercício de prosa (poética também, por que não?) de Ana Nepô

2 de 46
123456