Em um bosque muito escuro

Por: Juliana Gomes | Em: 3 / fevereiro / 2017

Em um bosque muito escuro (título original: Dark, Dark Wood) é o livro de estreia da inglesa Ruth Ware. Ele já teve os seus direitos comprados para o cinema pela Reese Whiterspon e chegou às listas de mais vendidos do New York Times, USA Today e Los Angeles Times. O romance chega ao Brasil pela coleção de suspense Luz Negra da Editora Rocco.

Escrito em primeira pessoa, a história é baseada na memória da narradora, Lenora, o que pode tornar algumas cenas um pouco mais fantasiosas e inverossímeis. A memória e os narradores nem sempre são confiáveis. Mas continue e dê uma chance.

Lenora Shaw é um escritora bem sucedida de romances policiais e de suspense. Ela se tornou uma pessoa adaptada à sua rotina e procura mantê-la da melhor maneira possível, para preservar um dia a dia sem atropelos ou passos não pensados. Até que ela aceita um convite para a despedida de solteira de sua ex-melhor amiga, Clare, em uma casa remota, nos bosques cobertos de neve. Amigas dos tempos de escola, Clare a ajudou quando James, namorado da protagonista, terminou com ela por mensagem de texto, sem mais explicações depois de um episódio que marcaria a vida de ambos para sempre.

Leonora deve isso a Clare, não é mesmo? Mas por que, depois de dez anos sem uma palavra, ela de repente convidou Lenora para participar de sua despedida de solteira? Afinal, não havia sido convidada para o casamento. Mas todos sabem, tudo deve girar em torno de Clare e ser como Clare quer. E além disso, ela não quer que ninguém interfira em seu casamento, que é com ninguém menos que James.

Depois de acordar em uma cama de hospital com hematomas, sangue e lacerações em seu corpo, Leonora tenta lembrar do que aconteceu durante a fatídica despedida de solteira no bosque. Mas ela não consegue se lembrar de tudo. E o que ela consegue recordar, faz com ela que deseje ter esquecido.

No final você percebe que o enredo tem muitas pontas soltas, o que num romance policial, para o leitor do estilo, pode incomodar. Mas o entretenimento é garantido se você estiver afim de um suspense psicológico mais leve.

Juliana Gomes

Livreira, consultora comercial e marketing em livrarias e editoras. Exercita sua veia digital na Kontakt.

Veja outros posts de Juliana Gomes